Saturday, July 21, 2007

Raça burra

O sangue pulsa
O coração bombeia
A criança esperneia
No meio da podridão
E a existência gera desilusão
A crença o afeto
Os sentimentos jogados em vão
Oficiais como um decreto
E o ser humano tão esperto
Cava sua própria cova
A fecha com um firme concreto
Esperto é uma ova!

1 Comments:

Blogger Diogo Castro said...

Super esperto dentro de um buraco.

Bravo, Bravo.

beijos!

8:45 PM

 

Post a Comment

<< Home